A banda larga é um esgoto. Serra ganhou essa guerra

8 out

Barack Obama sofreu tanto quanto a Dilma.
Mas, rápido se protegeu: http://fightthesmears.com/

Criou um site para desmentir boatos.

Por exemplo, o de que ele era islamita e, não, cristão.

Que não tinha nascido nos Estados Unidos, embora tenha nascido em Honolulu, no Estado americano do Havaí.

A Dilma custou a reagir.

Como acessar o site dela, o que desmentiria boatos e responderia à calhordice ?

Clique aqui para ler o que Ciro diz do aborto e da calhordice.

Por um momento, os blogueiros sujos achavam que podiam travar essa batalha na arena de uma vala negra.

O próprio Serra os chamou de “sujos”.

Ledo engano.

Serra ganhou essa guerra.

De 10 a 0.

Ele, a mulher dele e os brucutus dele, como disse, com propriedade, o Leandro Fortes, na Carta Capital.

Eles transformaram a banda larga num valhacouto – um abrigo de calhordas.

Ou, num esgoto por onde passam dejeções.

Deve ser isso o que os amigos do Serra aprenderam nas universidades americanas.

Com a Christian Right do Bush e do John McCain.

(Por falar nisso: como um refugiado do Chile de Allende entra nos Estados Unidos e fica lá numa “nice” ?)

Este ordinário blogueiro espera ardentemente que “a candidata Dilma Rousseff”, como diz o sempre imparcial William Bonner, vá para cima da questão do aborto.

Não hesite em enfrentar o assunto de peito aberto.

Mostre que o Serra, Ministro da Saúde, regulamentou o aborto – legal ! – no âmbito do SUS.

E agora, ele vai correr dessa ?

A Dilma e o Serra têm a mesma, a MESMA posição sobre o aborto: não querem mudar a Constituição.

O Presidente Lula ficou oito anos no poder e não mudou a Lei.

A Lei diz: só pode haver aborto em caso de estupro ou quando a mulher correr risco de vida.

É muito fácil explicar isso.

Desde que a batalha se trave com a luz acesa, com a janela aberta, para que o sol entre.

Desde que seja possível ver o rosto do Serra, cara-a-cara com a Dilma.

Porém, neste primeiro turno, não foi este o campo de batalha.

Foi dentro de um esgoto, entre ratos.

 

Paulo Henrique Amorim

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: