Alerta! Um inimigo das Forças Armadas quer ser o Comandante Supremo!

15 out

Quando foi Ministro do Planejamento de Fernando Henrique Cardoso, José Serra demonstrou total desapreço pelas Forças Armadas e pela família militar do Brasil.

Serra queria cortar R$ 1 bilhão de reais, cerca de 50% do Orçamento das Forças Armadas para 1996.

Era um momento em que o Exército Brasileiro já atravessava a constrangedora situação de ter de dispensar recrutas para economizar no rancho.

O arrocho imposto por José Serra era uma ameaça à Defesa Nacional, pois levaria as três Forças a uma situação de inoperância.

Com sua conhecida arrogância, José Serra recusou-se ao diálogo, obrigando os comandantes das Forças a procurar diretamente o presidente da República para fazer valer a defesa da pátria ameaçada.

Serra foi derrotado pelo bom senso, mas nunca vacilou em seu intento de humilhar as Forças Armadas e perseguir a família militar.

Num gesto mesquinho, como é de seu caráter, Serra alterou o calendário de pagamento dos soldos, atrasando-os em até quinze dias.

Alerta! Este homem quer voltar!

Um político que despreza as Forças Armadas e humilha a família militar não pode ser o Comandante Supremo.

Para recordar como Serra tratou os militares quando foi ministro de FHC, leia as reportagens da Folha de S. Paulo:

Impasse com os militares atrasa cortes
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/4/05/brasil/18.html

Militares da reserva criticam MP no Rio

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/3/18/brasil/16.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: