Panfletos: candidato julga irrelevante

20 out

É o fim da picada. Questionado sobre a apreensão em uma gráfica tucana de 1 milhão de panfletos (dos 20 milhões que mandaram imprimir)  denegrindo a imagem da candidata Dilma Rousseff (governo-PT-partidos aliados), seu concorrente a Presidência da República, José Serra (PSDB-DEM-PPS) disse não ver relação entre o fato e a sua campanha.

“O fato da gráfica ser de parente de alguém ligado à campanha é totalmente irrelevante”, disse o tucano. A gráfica é de uma irmã de um dos coordenadores da campanha serrista, Sérgio Kobayashi. Como assim irrelevante? Então a gráfica da irmã do coordenador da sua campanha, imprime milhões de panfletos com a mais deslavada baixaria, sem autoria assumida num material que irá favorecer José Serra  e isso não é importante?

Imaginem se fosse uma gráfica petista rodando material contra o tucanato, com um conteúdo de baixo nível como o deles! Aliás, pérola mesmo foi a explicação de Sérgio Kobayashi que atribuiu a uma “coincidência” o fato de a gráfica ser de sua irmã.

Coincidência?!

Pois é meus caros, é esse o respeito que o candidato José Serra e sua coordenação de campanha têm pelo eleitorado. Ao invés de travarem um debate com programa e propostas de alto nível, preferem disseminar o ódio e a mentira, num flagrante atentado e desrespeito à inteligência da sociedade.

A única verdade nesta história é que se o PT estadual não recebesse a denúncia e não encontrasse o material na gráfica, os panfletos cuja autoria é falsamente atribuída aos bispos da Regional Sul 1 da CNBB, recomendando aos católicos a não votarem em nossa candidata seriam divulgados tranquilamente por este país.

Aliás, o “autor” da encomenda, um católico da Diocese de Guarulhos, Kelmon Luís de Souza já disse que o pagamento viria por meio de “doações pesadas” de quatro ou cinco pessoas. Resta-nos, então, investigar. Infelizmente, já sabemos, sem a ajuda da mídia na divulgação dos verdadeiros nomes que estão por trás dessa trambicagem toda.

Corretas, neste caso, foram as afirmações da candidata petista, Dilma Rousseff ao manifestar sua perplexidade: “Houve nessa campanha um processo que a gente repudia, que é a publicação de materiais sem autor e com conteúdo que instaura o ódio. Ela vai ser investigada. Se (a autoria) tiver, realmente, ligação com o PSDB, é lamentável”.

http://www.zedirceu.com.br/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: