PT e PSDB se mobilizam para semana decisiva

26 out

A seis dias do pleito que vai definir o próximo presidente da República, PT e PSDB vão apostar todas as fichas para chegar ao Palácio do Planalto. Os petistas querem manter a vantagem de Dilma Rousseff, evitando o clima de ‘já ganhou’. Os tucanos apostam em virar o jogo na reta final da disputa, dando a vitória a José Serra.

Ambos os partidos concordam em um ponto: consideram o eleitorado da ex-presidenciável Marina Silva (PV) como chave para o segundo turno. “O perfil do eleitorado da Marina são os evangélicos e a juventude. A Dilma vai muito bem entre os jovens porque é um público que tem assimilado as ações do governo Lula com o Prouni, o Projovem, a Universidade Federal do ABC”, destacou o coordenador da Macro PT ABC, Humberto Tobé.

Segundo o coordenador regional do PSDB, Cezar de Carvalho, o partido pretende diminuir a diferença em relação a Dilma buscando, além dos votos da verde, o eleitor que não compareceu nas urnas no primeiro turno. “Tivemos 24 milhões de abstenções, vamos buscar esse eleitorado”, disse Carvalho. Como há feriado na terça-feira após as eleições, o tucano ressaltou que o partido está realizando campanha na internet, conscientizando os brasileiros para não deixarem de votar. “Estamos orientando o eleitor para que vote e depois viaje, ou volte de viagem a tempo de votar”, completou.

Valorização dos diretórios

O PT apostará na valorização dos diretórios municipais da região e seus respectivos presidentes como forma de ampliar a divulgação da campanha. “(Os diretórios) têm trabalhado fortemente na campanha material, nas ruas, com bandeiras. Junto a isso temos os movimentos sociais, organização da juventude, mulheres, negros, sindicatos.

Estão todos engajados na campanha de Dilma”, ressaltou Tobé, ao destacar atividades, como carreatas, mobilizações em centros comerciais e mutirões, a fim de alavancar a projeção da petista. “Uma forma de divulgar a campanha é pulverizar as propostas de Dilma para as regiões. A ideia é apresentar projetos, o que o Lula fez nos oito anos de governo e o que a Dilma pode continuar”, frisou.

A propaganda também será usada pelos tucanos. Carvalho sustentou que o partido manterá estratégia de divulgação visual por meio de bandeiras e adesivos. No domingo, a intenção da sigla é organizar os militantes para a votação. Outro ponto destacado pelo coordenador são os debates desta semana na TV. “É no debate que o eleitor tem possibilidade de comparar e ver quem de fato é mais preparado”, sustentou.

Os coordenadores regionais defendem a necessidade da visita de Serra e Dilma à região, embora reconheçam que a possibilidade a mínima, em função da agenda apertada. “Gostaria muito que o Serra e o (governador eleito Geraldo) Alckmin viessem”, disse Carvalho.
Por sua vez, Tobé ressaltou que a agenda está definida até o dia 27 e que dificilmente Dilma voltará ao ABC antes do pleito. Porém, destaca o aniversário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “É o último aniversário do Lula como presidente. Então, a vinda dele traria simbolismo muito grande.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: